Category Archives: Fotografia

Fotografia Galeria Viagens

Cenas de Lima, Peru

Alguns filmes que fiz em Lima em 2016.


Parque de La Reserva, Show das Águas


Parque de La Reserva, Show das Águas


Time-lapse de um cruzamento em Miraflores


Peruanos dançando na praça em um sábado à tarde

Download Fotografia Galeria

Wallpapers para 2017

Mosaico2017

Faça AQUI O DOWNLOAD de imagens de 2017 para servirem de fundo de tela para o seu computador. O tema deste ano foi a cidade de Lima, Peru.
Um ótimo 2017 para todos!
Fátima e Eduardo.

Wallpaper de 2016
Wallpaper de 2015
Wallpaper de 2014
Wallpaper de 2013
Wallpaper de 2012
Wallpaper de 2011
Wallpaper de 2010
Wallpaper de 2009

Crônica Fotografia Livros Resenhas

A Importância de Filosofar sobre a Fotografia

Aquário de Lisboa

O filósofo tcheco, naturalizado brasileiro, Vilém Flusser (1920-1991) considera a invenção da fotografia tão importante quando a invenção da escrita. Se a escrita revolucionou a humanidade e marcou o início do período histórico, a fotografia, e sua nova forma de codificação e simbolização das informações, marca a pós-história, com desdobramentos igualmente revolucionários, reveladores e modificadores da humanidade. Ele já vislumbrava que a capacidade mágica de uma imagem fotográfica poderia destruir a característica unidimensional, linear, dos textos. Não apenas as fotografias mas também os vídeos e demais mídias eletrônicas são co-responsáveis por essa revolução pós-histórica.

Temos sido testemunhas vivas que, nos últimos anos, as imagens tem deixado de ser meras ilustrações de textos, para se tornarem os protagonistas dos meios de comunicação. Elas submeteram os textos a um papel complementar e secundário. Fenômeno este potencializado por dois aspectos importantes, intimamente associados à fotografia: a facilidade de uso e disponibilidade do aparelho fotográfico e a capacidade de distribuição e acesso à informação fotográfica.

Os aparelhos fotográficos estão nas mãos de todos, e todos os olhares se voltam para a sua tela. Os aparelhos evoluem e são programados para facilitar as fotos, dando uma impressão, perigosamente falsa, de que um grande poder é dado ao fotógrafo. Este, por sua vez, troca as suas decisões pessoais pelas decisões pré-programadas dos aparelhos. Quem passa então a controlar a fotografia é o aparelho e não mais o fotógrafo. Submisso ao controle do aparelho , ele se torna um mero apertador de botão (ou seu equivalente) deixando ao aparelho a decisão de produzir e até de distribuir, também automaticamente, a fotografia. O fotógrafo, ou será seu aparelho, é mais reconhecido pela sua produtividade e pela amplitude da distribuição, do que pela sua qualidade e arte.

Nesta realidade distorcida das fotografias automatizadas, nos vemos frente a um novo mito da caverna, onde desconhecemos e desprezamos outra verdade que não seja aquela revelada pelo aparelho fotográfico. A realidade só existe se for fotografada. Somos funcionários dos meios de distribuição e da sua visão política. Abandonamos nosso próprio ponto de vista para aceitar o ponto de vista do aparelho e do meio de distribuição. O fotógrafo, programado pelo aparelho e pelo meio, é funcionário e escravo de ambos. O sucesso da fotografia é ao mesmo tempo o seu fim.

Conquistar esta consciência é o primeiro passo para nossa liberdade. Este é a finalidade deste artigo. Incentivar a fuga e subversão dos meios convencionados é o único modo de retomarmos o controle da fotografia. Neste momento, devemos discutir, discordar e filosofar. Estes são os caminhos da liberdade. Flusser reconhece que nunca uma filosofia para a fotografia foi tão necessária, como meio para reassumirmos a responsabilidade e o controle da produção fotográfica.

Que as fotografias passem a descrever a real intensão do fotógrafo, que nelas ele imponha seu próprio ponto de vista politico e social, e que ele encontre meios que permitam essa expressão, como esta revista. Meios onde a única política seja a da liberdade, e o único requisito exigido para divulgação seja o da qualidade artística. Onde a pré-programação do aparelho seja exposta e transfigurada pelo artista.

Subverter regras, jogar contra o aparelho e contra as políticas estabelecidas. Assumir o controle e ousar. Estes fotógrafos serão os modelos dos homens livres do futuro.

Vilém Flusser: Filosofia da caixa preta: ensaios para uma futura filosofia da fotografia. Vol. 1. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1985.

Towards a Philosophy of PhotographyTowards a Philosophy of Photography by Vilém Flusser
My rating: 5 of 5 stars

The Czech philosopher, naturalized Brazilian, Vilém Flusser (1920-1991) considers the invention of photography as important as the invention of writing. While writing revolutionized humanity and marked the beginning of the historical period, photography, and its new coding and symbolization of the information, make the post-history, with equally revolutionary developments, developers and modifiers of humanity. He has glimpsed the magical ability of a photographic image could destroy the one-dimensional feature, linear, of the texts. Not only photos but also videos and other electronic media are co-responsible for this post-historical revolution. We have been living witnesses that, in recent years, images have ceased to be mere text illustrations, to become the protagonists of the media. They submitted the texts to a supplementary or secondary role. This phenomenon enhanced by two important aspects, closely linked to the photo: ease of use and availability of the photographic apparatus and distribution capacity and access to the photographic information. These ideas are explored in great detail in the book that I find extremely interesting to read and think about. Highly recomended.

View all my reviews

Download Fotografia

Wallpapers para 2016

mosaic2016

Faça AQUI O DOWNLOAD de imagens de 2016 para servirem de fundo de tela para o seu computador. O tema deste ano foi a cidade de Sâo Paulo, com a maioria das fotosda Fátima.
Um ótimo 2016 para todos!
Fátima e Eduardo.

Wallpaper de 2015
Wallpaper de 2014
Wallpaper de 2013
Wallpaper de 2012
Wallpaper de 2011
Wallpaper de 2010
Wallpaper de 2009

Download Fotografia Tutorial

Fotografando com um SRL Digital

Fotografar com uma câmera digital SLR (aquelas que permitem trocar as lentes) pode ser um pouco intimidador. A quantidade de opções e o número de controles assusta o principiante. Muitos não sabem que uma SLR também pode ser usada como uma câmera automática, mas não é isso que se deseja com uma câmera assim. Apresento aqui uma lista de 4 passos pode ajudar a dar a segurança para obter as primeiras fotos, e aos poucos, ir se aprofundando no conhecimento da técnicas e do equipamento. Minha intensão é mostrar que este aprendizado pode ser divertido e o resultado altamente compensador.

Baixe aqui um guia rápido para fotografa digital.

Download Fotografia Galeria

Wallpaper e Calendário para 2015

Mais um ano novo se aproxima e, pelo 7o ano consecutivo, selecionei 12 fotos que tirei em 2014 para criar fundos de tela para o seu computador. Com a ajuda dos fd’s Flickr Toys criei uma versão especial com um calendário para cada mês do ano. Faça AQUI O DOWNLOAD das fotos e divirta-se.
Um ótimo 2015 para todos!
Eduardo Deboni

(en)The New year is coming, so I did it again. For the 7th consecutive year I have selected 12 photos that I took in 2014 to create desktop backgroungs for your computer. With the help of fd’s Flickr Toys they were transformed in a calendar version. Do the DOWNLOAD HERE of the wallpapers and enjoy.
A happy new year for everyone!
Eduardo Deboni

(es) Un nuevo año se acerca, y de nuevo, yo he seleccionado 12 fotos que tomé en 2014 y que lo creo serían buenos fondos de su computadora. Con la ayuda de fd’s Flickr Toys he creado una versión especial con un calendario para los meses de 2015. Haga LA CARGA AQUI de las fotos y disfrute.
Un feliz año nuevo!
Eduardo Deboni

(fr) La nouvelle année est à venir et pour la 7ème année consécutive, j’ai choisi 12 photos que j’ai prises en 2014 pour créer backgroungs bureau de votre ordinateur. Avec l’aide de Flickr Toys fd ils ont été transformés en une version civile. Faites le TELECHARGER ICI des fonds d’écran et en profiter.
Une bonne et heureuse année à tous!
Eduardo Deboni

Calendário de 2014
Calendário de 2013
Calendário de 2012
Calendário de 2011
Calendário de 2010
Calendário de 2009

Fotografia Tutorial

Dicas para começar a fotografar

Uma das coisas que eu mais gosto, sobre fotografia, é que ela é uma combinação de alguma nerdice e muita arte. No lado nerd estão as noções de ótica, conhecimentos de física e movimento, além, é claro, do uso de softwares interessantes para pós-processar as imagens. No lado da arte estão o olhar, a atenção aos detalhes, o notas coisas que sempre estiveram ao seu lado, mas você nunca as viu. Depois de começar a fotografar passei a notar enquadramentos, texturas, perspectivas, entre outras coisas, e sem dúvida o mundo ficou mais interessante e bonito.

Se você quiser começar com o lado artístico, eu posso te ajudar muito pouco. Talvez uma dica seja a de ver muitas fotos, boas de preferência, e tentar ver porque elas são boas e como poder reproduzi-las.

Se você quiser começar com o lado nerd um bom começo é tentar tirar fotos no modo manual (M). Uma das coisas mais importantes para isso é entender o conceito de exposição (exposure). Fotografia quer dizer escrever com a luz, assim, o controle de quanta luz você deixar ser exposta ao sensor é o grande segredo.

A exposição é uma combinação de 3 fatores: velocidade do obturador, abertura e o ISO:

  • A Velocidade do obturador medida em frações de segundo (1/50, 1/200…) deve ser baixa, quanto mais velocidade, menos luz.
  • Abertura, conhecida como f-stop, que possui medidas como f-2.2 f-3.5 f-4.5 f-6.0 deve ser baixa (mais abertura): quanto maior a abertura mais luz e menor o f-stop. Em geral o f-stop é limitado pelo tipo de lente.
  • O ISO está relacionado com a sensibilidade do sensor e varia como ISO 100, 200, 400, 800, 16000, 32000: quanto maior o ISO mais sensível, mas piora qualidade, assim se deseja um ISO baixo para ter uma boa qualidade.
  • Algumas regras básicas, se é que existem regras, poderiam ser:

    a) O f-stop está ligado à profundidade de campo, mas em geral use o menor possível. Isso vai fazer com que você está aproveitando o máximo da luz disponível, mas apenas uma pequena parte do elemento vai estar em foco, criando o chamado bokeh (fundo fora de foco), como na foto abaixo. Se esse não é a sua intensão, aumente o f-stop, mas lembre-se que vai precisar mudar a velocidade ou o ISO para compensar. Um modo semi-automático, que é o que eu mais uso e o chamado prioridade de abertura (AV) onde se define o f-stop e o ISO e a máquina ajusta a velocidade necessário para garantir uma boa iluminação. É o modo mais rápido de ajuste, mas quando a foto tem partes muito claras e escuras pode não funcionar bem e o jeito é usar o modo Manual.

    b) A velocidade não é um problema muito grande, se for baixa demais, a foto pode sair tremida. Para não tremer tem que garantir uma velocidade mínima. Uma regra prática é que a velocidade mínima seja de 1/d onde d é a distância focal da lente. Se você está tirando foto com uma lente de 100mm a velocidade mínima deveria ser 1/100, para você conseguir segurar a máquina com a mão e não tremer. As vezes, você quer uma velocidade baixa para tentar capturar o movimento, como na foto abaixo

    c) O ISO ideal é o menor possível, mas para usar 100 vai ter que ter muita luz (dia ensolarado) se usar um valor muito alto a imagem vai sair granulada. Um valor intermediário 400 em geral é o mais usado. Variar o ISO corresponde a ter um filme mais ou menos sensível. Usar um ISO alto é necessário em situações de baixa iluminação, como na foto abaixo, tirada a noite onde usei ISO 1600.

    d) O balanço de branco (WB) define a temperatura da foto (uma lâmpada incandescente é mais quente que uma lampada fluorescente, que é fria) ajustar o WB vai compensar a cor da luz na foto e tirar uma foto mais verdadeira. Em geral as fotos mais quentes são mais agradáveis, como no exemplo abaixo. Pode se alterar o balanço de branco na máquina ou no pós processamento. Deixar o WB como um tempo nublado (mesmo durante o dia claro) é uma boa tática para fotos com bom contraste.

    e) O disparador tem dois estágio no primeiro, quando se começa a apertar, ele faz os calculos e mostra no visor qual a exposição, velocidade e também faz o foco. Veja na foto abaixo que o foco não está no centro da foto, que procura usar um grande espaço livre para dar balanço na composição, já que o modelo não ajuda.

    f) A questão do zoom é uma outra questão interessante e bem nerd, mas vou deixar para outro post. No momento só precisa saber que 50mm é a medida bem próxima de como uma foto digital se aproxima com a visão normal. Se a distância for menor (35, 18) você tem uma foto muito aberta (grande focal) até medidas proximas de 8, 10 em um olho de peixe, e um ZOOM -. Se você for para medidas maiores 100, 200, 300 ou em fotos esportivas e de pássaros 400 você tem uma telefoto e um ZOOM +. Tenho usado uma lente de 35mm em uma câmera com um sensor reduzido (Croped Sensor) que leva a fotos próximas dos 50mm. Veja este post a minha análise da lente de 35mm.

    Bom, agora saia da frente do computador e vá tirar fotos.

    Fotografia Galeria Viagens

    MGM Grand Hotel e Casino, Las Vegas, 2014


    O MGM Grand Las Vegas localizado la Las Vegas Strip é considerado o 2o maior hotel do mundo em número de quartos o maior resort nos Estados Unidos.

    02 – Um dos corredores da 4 torres que compõe o prédio principal do MGM GRAND Hotel e Casino. Suas torres de 30 andares tem 89 metros de altura com 6,852 quartos incluindo o MGM Grand, os Skylofts e as 3 torres do Signature.


    03 – Panoramica da vista do quarto no 23and do MGM. O predio em verde é uma das torres do MGM. Ao fundo se vê a Las Vegas Boulevard e hoteis como o Monte Carlo, Aria e outros.


    04 – O Hotel abriga dois restaurantes do Joel Robuchon, mas eu não fui em nenhum, porque não estava disposto a pagar US$200,00 por um jantar, com grande chance de me dar uma diarréia.


    05 – Entrada do Cirque du Soleil, Ká. Um bom espetáculo, mas que começa as 21h30 e eu já tava quase dormindo. Mas vale a visita em um teatro feito para o show, com um palco que se ergue 30 m.


    06- Uma série de lojas e restaurantes mantem o visitante dentro com complexo.


    07 – Ele também tem o maior CASINO no condado de Clark (Las Vegas) com 15930 m2


    08 – Slot machines. Para andar neste hotel gigantesco eu aluguei uma scooter e gravei vídeos destes passeios publicados neste post.


    09 – Palco das palestras do Keynote na ARENA do MGM GRAND. O Centro de convenções tem 35.000 m2. A ARENA é famosa pelas lutas de box e UFC tem a capacidade de 16800 pessoas.


    10 – A foto do trator é minha, e está sendo usada no Keynote do Hexagon GeoSpatial


    11 – Sala de reunião, onde foi o local de treinamento do pessoal que sai para as Lutas do UFC. Veja este vídeo de backstage do UFC 167.


    12 – O MGM é localizado na travessa da av. Tropicana e a Las Vegas Boulevard onde os pedestres não são autorizados a cruzar as ruas, usando uma passarela para ligar aos hoteis vizinhos como o New York New York.


    13 – New York New York Hotel e Casino, Las Vegas, NV


    14 – Vista do Las Vegas Boulevard a noite


    15 – Planta do MGM Grand

    Crônica Viagens

    Passeando de Scooter pelo MGM Grand


    Estive em um congresso no Hotel MGM Grand em Las Vegas. Um complexo de mais de 6000 quartos (e quartos no padrão americano, maior que o padrão FIFA). Para andar por lá aluguei uma Scooter para viabilizar minha locomoção.

    Aproveitei as longas viagens entre os pontos do congresso para gravar dois vídeos com a minha GoPro-bre (um celular pendurado no crachá do evento). Ninguém percebeu que eu estava gravando, e algumas vezes a viagem era interrompida com uma conversa com o pessoal, som ambiente etc…


    HxGN LIVE 2014 From Seminars to Exhibitions
    Neste eu estava saída da área de seminários para a área de exibição passando pelo lado de fora do prédio:


    HxGN 2014 Going to the AREA
    Neste eu estava saído da exposição para a ARENA onde tinha as palestras principais passando pelos restaurantes e lojas do Hotel (parece um shopping).

    Para se ter uma ideia do tamanho do Hotel/Casino, esta é a planta do local:

    Fotografia Viagens

    Viagem a Maryland, EUA, 2014

    College Park foi fundada em 1889 , perto do Colégio Agrícola Maryland (mais tarde a Universidade de Maryland ) e da College Station do Baltimore and Ohio Railroad. O desenvolvimento comercial aumentou na década de 1920 , ajudado pelo aumento do tráfego de automóveis e do campus crescendo junto à Baltimore Avenue / Route 1. O College Park Airport é um dos mais antigos aeroportos que operam de forma contínua nos Estados Unidos e é um dos aeroportos mais antigos do mundo , ter estado em operação contínua desde 1909, quando foi usado para treinar pilotos de guerra pelos irmãos Wright.

    A Universidade de Maryland, College Park (UMD) é uma universidade de pesquisa pública a cerca de 8 milhas ( 13 km) a partir de Washington , DC Fundada em 1856. É considerada uma instituição Ivy Pública, o que significa que é uma universidade pública com uma qualidade de ensino comparável aos do privado Ivy League. Com 2.010 matrículas queda de mais de 37 mil estudantes, mais de 100 cursos de graduação e 120 programas de pós-graduação.

    Baltimore é a maior cidade do estado de Maryland EUA e a 26a maior cidade do país. Está localizado na área central do estado ao longo da porção de maré do rio Patapsco , um braço da baía de Chesapeake . Fundada em 1729, Baltimore é o segundo maior porto marítimo dos Estados Unidos e está situado mais próximo aos mercados do Centro-Oeste do que qualquer outro porto principal na costa leste . O Inner Harbor de Baltimore já foi o segundo principal porto de entrada para imigrantes para os Estados Unidos e um importante centro de produção. Depois de um declínio na fabricação, Baltimore deslocou-se para uma economia orientada para os serviços , com o Hospital Johns Hopkins e da Universidade Johns Hopkins servindo como a cidade dois principais empregadores. A região de Baltimore- Washington é uma área metropolitana de aproximadamente 8,4 milhões de habitantes. Com centenas de distritos identificados , Baltimore foi apelidado de ” uma cidade de bairros”, e é apelidado de Charm City . São moradores famosos o escritor Edgar Allan Poe e a cantora Billie Holiday. O papel da cidade na guerra de 1812 e o poema de Francis Scott Key de “The Star- Spangled Banner ” contribui para a importância histórica da cidade. (ref. Wikipedia)